quarta-feira, novembro 28, 2007

Leitura do Dia

Um belo exemplo de artigo aplicado - (e note o método de estimação utilizado - MCMC)

A Revealed Preference Ranking of U.S. Colleges and Universities

Christopher Avery, Mark Glickman, Caroline Hoxby, Andrew Metrick

---- Abstract -----

We show how to construct a ranking of U.S. undergraduate programs based on students' revealed preferences. We construct examples of national and regional rankings, using hand-collected data on 3,240 high- achieving students. Our statistical model extends models used for ranking players in tournaments, such as chess or tennis. When a student makes his matriculation decision among colleges that have admitted him, he chooses which college "wins" in head-to-head competition. The model exploits the information contained in thousands of these wins and losses. Our method produces a ranking that would be difficult for a college to manipulate. In contrast, it is easy to manipulate the matriculation rate and the admission rate, which are the common measures of preference that receive substantial weight in highly publicized college rating systems. If our ranking were used in place of these measures, the pressure on colleges to practice strategic admissions would be relieved.

ps - Resposta ao comentário do André

Sim, daria para fazer com o exame da Anpec uma análise semelhante. Note que só seria necessário pedir a Anpec o acesso aos dados de desempenho dos candidatos com todas as notas (na verdade estes dados são disponíveis publicamente, mas sem a identificação dos candidatos) e unir com a informação dos candidatos convocados por cada centro. Esta informação não é pública, mas acredito que os centros informem isso. E depois unir com os candidatos efetivamente matriculados, o que é fácil de descobrir. Além disso seria importante ter acesso aos dados de cada candidato (região de origem, etc) como variáveis de controle.
A implementação do modelo é tranquila, e o único problema mesmo é obter os dados acima, mas acho que é factível sim.













2 Comments:

Anonymous André Greve said...

Excelente artigo Laurini, fiquei pensando em reproduzir este estudo para as pós-graduações em economia do Brasil, pelo sistema da ANPEC, o que você acha?
Não conheço o bem o método de estimação e o que me preocupa é a quantidade de observações, por exemplo neste anos tivemos 818 candidatos ao mestrado em economia disputados por 31 centros de pós-graduação (contando apenas a Anpec). São observações suficientes? Uma amostra colhida a mão de 100, 200 estudantes, seria suficiente?
Excelente blog, um abraço, André Greve

1:40 PM  
Anonymous André Greve said...

Valeu Laurini,
Semana que vem vai rolar o encontro da Anpec/Sbe e vou tentar conversar com a coordenadora da Anpec, sobre o assunto.
Vou ingressar no mestrado da UFES no inicio do ano que vem e acho que isso daria uma boa dissertação de mestrado.
Quero ver se encontro você lá em Recife também pra bater um papo,
Valeu,
um abraço

12:08 PM  

Postar um comentário

<< Home